João Torneiro – Head of Marketing & Business Development, GALP

«Num mundo em plena transformação exponencial, promovida por
uma tremenda revolução tecnológica, assistimos à dinamização da economia digital e à globalização dos mercados. São recorrentes os modelos de negócio cada vez mais disruptivos na abordagem ao cliente.

Das muitas consequências desta avassaladora transformação, destaca‑se
a crescente relevância do marketing híbrido, com múltiplos desafios
na integração e orquestração dos planos digitais (canais e redes sociais) e
físico (pontos de venda), nomeadamente ao serem exploradas mais ricas
e diversificadas jornadas do cliente.


As empresas que assentem as suas estratégias na promoção de uma
cultura de centralidade no cliente irão necessariamente conquistar maiores índices de fidelização e satisfação, com consequências directas numa sustentada geração de valor. Assegurando eficácia e coerência na utilização
dos dados, e suportando‑se em múltiplas métricas de performance e avaliação do ciclo de vida dos clientes, o propósito das empresas na personalização da relação com o cliente terá de relevar a experiência do consumidor como factor diferenciador.»